PRÊMIO PLURAL DE JORNALISMO ANUNCIA VENCEDORA DE 2018

Share on Facebook Compartilhe

  • Reportagem especial vencedora denuncia roubos de cargas de combustíveis nos rios do Amazonas
  • Ação de piratas preocupa autoridades do Rio e São Paulo
  • Menções Honrosas destacam trabalhos jornalísticos por sua qualidade e relevância para o setor

 

A PLURAL – Associação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Lubrificantes, Logística e Conveniência – anunciou os vencedores da 1ª edição do Prêmio Plural de Jornalismo. A jornalista Karla Mendes conquistou o prêmio na modalidade de Jornalismo com o trabalho PERIGO NOS RIOS, publicado no jornal O Estado de S. Paulo. Ela será homenageada no dia 6 de dezembro, em jantar no Rio de Janeiro e receberá um prêmio de R$ 8.000,00, líquido de tributos, pela conquista.

A reportagem especial de Karla Mendes investigou a crescente ameaça nos rios da Amazônia representada pela atuação de piratas que roubam cargas de embarcações, sobretudo das que transportam óleo diesel. Estima-se que a ação dos bandidos provoque um prejuízo de pelo menos R$ 100 milhões ao ano, o que se reflete no preço dos fretes. Das cargas roubadas, a reportagem revela, 70% são combustíveis. Até mesmo a Reman, refinaria de petróleo da Petrobras em Manaus, e terminais de combustível têm sido alvo dos piratas. A reportagem revela que a atuação de piratas cresceu ainda no eixo Rio–São Paulo.

A Comissão de Julgamento decidiu conceder Menção Honrosa aos seguintes trabalhos, pela qualidade e relevância dos temas:

Trabalho de telejornalismo CÂMERA RECORD INVESTIGA VENDA DE COMBUSTÍVEL CONTRABANDEADO, de Domingos Meirelles, Daniel Motta e Equipe.

Reportagem ESTADO COMPENSA ICMS MENOR DO DIESEL COM ALTA NA GASOLINA, de Nicola Pamplona, publicada na Folha de S. Paulo.

Trabalho de fotojornalismo CRISE DOS COMBUSTÍVEIS, de Fábio Lima, publicada no jornal O Povo (CE). Imagem a seguir:

 

COMISSÃO DE JULGAMENTO

A Comissão de Julgamento do Prêmio Plural de Jornalismo 2018 foi composta pelos jornalistas Adhemar Altieri e Kelly Lima, pelo advogado Fabio Calcini e pelo Prof. Luiz Carlos Delorme Prado.